Caso de Profissional Autônomo – Campanhas em Google AdWords

keep-calm-psicologo-alexandra-oliveiraComo comentei em posts anteriores, minha grande satisfação profissional consiste em ajudar pequenas empresas e profissionais autônomos que estão por aí fazendo a diferença no dia a dia e na vida das pessoas e é isso que tento sempre mostrar aqui no blog: que podemos usar o poder de alcance da internet para impulsionar esses pequenos, porém importantíssimos negócios.

Hoje, trago o mini-case (pois ainda é um trabalho em andamento) de um ótimo profissional da área da psicologia que, através da internet, transmite um pouco de seu conhecimento para as pessoas que buscam por respostas em uma das áreas mais complicadas da vida: A VIDA!! (KABUUM!!!)

Nosso psicólogo tem um blog com 2 objetivos fundamentais:

  1. ajudar as pessoas por meio de seus textos;
  2. adquirir pacientes

Em meados de março de 2015 fui procurada para ajudá-lo a diminuir os valores de CPC dentro de sua campanha de Google AdWords. Como sempre falo, esse trabalho exige mais do que mudar umas palavrinhas chave no gerenciador de campanhas.

Verificamos que haviam 2 sites iguais na internet. Um era seu blogspot, outro era seu site de domínio próprio (.com). Ou seja, um caso de DUPLICAÇÃO DE SITES. Isso não é bom aos olhos dos motores de busca (Google/Bing/Yahoo, etc), pois caracteriza uma cópia de conteúdo. Junto a um programador, unificamos os sites através de redirecionamento para não perder os links de referência que circulam pela internet, ligando tudo ao site de domínio principal.

O segundo passo foi uma configuração aprofundada em Google WebMasterTools e Google Analytics, para “conversarmos” melhor com o Google e entendermos o comportamento dos visitantes, trabalhando de acordo com aqueles objetivos descritos acima.

A cereja do bolo foi um documento redigido com carinho para que o próprio profissional não fique em nossa dependência e consiga escrever seus posts com SEO básico. Nota: Digo isso porque o mercado é cruel. Ao invés de facilitar a vida dos clientes e com isso servir melhor nossa comunidade, queremos prendê-los a nós para ganharmos o fee mensal. Errado. Não precisamos entregar nossa estratégia para ninguém, mas precisamos sim servir o cliente da melhor forma. Através desse documento, praticamente um guideline de melhores práticas em SEO básico, ele terá, por causa de nosso trabalho uma forma de ser mais facilmente encontrado nos motores de busca enquanto estiver produzindo conteúdo de qualidade para a comunidade. SHOW!

keep-calm-psicologo-alexandra-oliveira

Por último, as campanhas em Google AdWords. Realmente, com um custo por clique a R$1,83, senta e chora. Dá para baixar? YES \o/

Com as melhorias listadas acima, já ajudamos automaticamente a subir o índice de qualidade de muitas das palavras chave compradas. Criamos uma nova campanha e começamos do 0. Após um baixo investimento e um mês rodando para vermos o que acontece (teste teste teste), os resultados em breves números seguem abaixo.

Resumo das campanhas de Google AdWords 2015:

Campanha Cliques Custo Total R$ CPC
Antiga 65 R$ 120,41 R$ 1,85
Nova 35 R$ 21,15 R$ 0,60🙂

brinde-chopp-campanhas-cpc-alexandra-oliveiraPontos a serem observados e comemorados com um canecão de chopp:

1. Comparando as duas campanhas, tivemos 67% de redução no valor do Custo por Clique.

2. Na nova campanha, tivemos 35 acessos ao site com um investimento de R$21,15. Com o mesmo valor, na campanha antiga teríamos apenas 11 acessos.

Viram que mesmo com um investimento baixinho para testes conseguimos ver se estamos andando na direção certa? Então não me venha com desculpinhas. O investimento nesse 1 mês de trabalho junto ao nosso super psicólogo vai lhe render frutos enquanto ele estiver produzindo na internet. Suas campanhas estão 67% mais baratas o que significa E-C-O-N-O-M-I-A (coisa que todos buscamos ainda mais neste ano esculhambado de 2015). Se trata de um investimento para curto, médio e longo prazo, e não de um trabalho pontual que “acaba quando termina.”

Se acha que esse post te inspirou nem que seja um pouquinho conte para a gente e compartilhe!

Um ótimo final de semana e aproveite o feriado!!

@alexandraoliver

 

Mundo Corporativo X Mundo Humano

 

mundo-corporativo-humano-oliverstuffDando minha passada rotineira pelo feed de artigos no LinkedIn me deparei com um que particularmente me encheu os olhos.

Escrito por Colin Shaw, um líder em Experiência do Consumidor, o artigo se intitulava: Time to Leave Corporate Life. Yes, eu também me insiro no cenário da vida corporativa. Trabalho em empresa de médio porte com um monte de gente engravatada à minha volta e salários que variam de R$800,00 a R$30k por mês. Vejo que o maior problema é: quando a coisa fica grande, cheia de metas de faturamento e com muitos colaboradores para pagar, é fácil perder o foco. A consequência disso é que você como funcionário não acredita mais no que faz ou para quem você faz e quando começa a perder a fé na causa, o trabalho deixa de ser satisfatório.

colin-shaw-mundo-corporativoVoltando para o artigo: Colin Shaw deixa bem claro que o mundo corporativo foi, para ele, interessante enquanto estava na luta, sendo desafiado a chegar ao ápice de seus objetivos (salário, cargo ou projetos). Já o topo parecia muito superficial e cheio de poder desnecessário, ou seja, pouco humano.

Ao longo do texto Shaw comenta sobre os seus medos em virar a mesa na carreira e a experiência de uma bela hora parar de pensar e somente FAZER. Realmente, até para os bem pagos fica difícil tomar a decisão de jogar tudo para o alto e empreendeder. O estilo do mundo corporativo pega mais para alguns do que para outros, principalmente para os sonhadores e adeptos de uma vida mais simples. É claro que devemos lembrar que a ideia aqui não é mandar um fuckiú para a empresa e virar hippie e sim planejar uma vida mais feliz com um ganho legal onde você possa estar fazendo algo em que ACREDITE. Essa é a palavra-chave que nos dá empenho para superar o medo, o julgamento dos outros e o nosso próprio.

Outro artigo interessante sobre o tema no AdWeek.

GaryVaynerchuk-marketing-digital-oliverstuff

Gary Vaynerchuk . O cara do Marketing Digital

Bom dia a todos! Hoje, domingo de Páscoa, não vou incomodar sobre mais um texto sobre a filosofia que rodeia este dia de renovação e tal e tal e tal porque a internet já está cheia deles. Ao invés disso, quero falar um pouco sobre um cara que nasceu empreendedor, deu certo e tem um conteúdo online recheado de dicas para todos nós que queremos sucesso em nosso negócio utilizando a internet. Nome: Gary Vaynerchuk.

gary-vaynerchuk-empreendedorismo-oliverstuff

O cara que fala de vinhos usando camisa de baseball.

Um pouco da sua vida:

– Gary é de New Jersey, Estados Unidos. Veio de uma família de empreendedores, donos de uma loja de bebidas, então foi criado vendo os pais correndo atrás do próprio ganho. Aos 8 anos de idade, já comprava as próprias balas e sorvetes, com o dinheirinho que conquistava vendendo limonadas.

– Louco por baseball, era colecionador de cartões, aqueles que os americanos trocam, como figurinha. Gary por sua vez, não trocava, vendia! Em pouco tempo já era conhecido localmente como “o cara dos baseball cards”.

Cartões de baseball americanos.

Cartões de baseball americanos.

– Quando estava no colegial, se juntou ao negócio da família. Uma loja chamada Shoppers Discount Liquors. Em poucos anos virou um apaixonado por vinhos, e um especialista no assunto.

Fazendo Marketing na Internet!

Como o negócio de seus pais era apenas uma lojinha de rua, começaram as tentativas de atingir seu público via email enquanto a maioria das empresas ainda usavam fax. Isso foi em 1997 (Aplausos!!!).

Curioso desde sempre e notando como a internet tinha promessa, criou o e-commerce WineLibrary.com! Imagina a 18 anos atrás o impacto que teve essa ideia revolucionária e o número de pessoas a mais que poderiam virar clientes comparado ao alcance de uma loja de rua! O ponto alto dessa mudança foi quando veio o Google AdWords (meu favorito SEMPRE!). Gary Vaynerchuk foi o primeiro a comprar a palavra wine e assim, por um longo tempo, alavancou de vez a lojinha dos pais. O que antes valia 3 milhões, virou um negócio de 16 milhões de dólares!

Fazendo Marketing no YouTube!

O direcionamento da carreira de Gary começou a mudar em 2006, quando viu que o YouTube poderia vir a bombar. É claro que não perdeu tempo e colocou no ar a Wine Library TV, onde falava sobre vinhos, que era sua paixão e nisso conseguiu ainda mais clientes para seu e-commerce. Fora os clientes, começou a ter fãs, e virou uma das primeiras “celebridades” da internet, devido à linguagem que usava em seus vídeos. Enquanto programas sobre vinhos eram cheios de almofadinhas, senhores formais e com etiqueta, Gary era despachado, falava de forma extremamente coloquial, fazia piada e falava para as pessoas normais, meros mortais que gostavam de beber vinho! Pronto. O programa de You Tube virou sucesso absoluto nesse mercado dando a Gary o apelido de “guru” das redes sociais.

Novos horizontes

A oportunidade (coisa que devemos sempre saber identificar), fez com que Gary Vaynerchuk e seu irmão abrissem uma agência de estratégias digitais focada em storytelling, mudando a sua área de atuação. A Vayner Media começou suas atividades em 2009 e desde então já atendeu marcas como PepsiCo, General Eletric e Mountain Dew.

Vayner-media-storytelling-oliverstuff

Confira seus vídeos para inspiração e ideias, seja para sua própria empresa, seja para contribuir para a empresa para a qual trabalha. Link aqui!!

Fechando:

A pergunta chave que Gary nos coloca é: Você está fazendo seu marketing de acordo com o ano em que está vivendo?

Com esta pergunta, ele quer dizer que precisamos saber o que nosso cliente ou potencial consumidor está usando nesse momento. Não o que usou anos atrás e nem o que usará nos próximos anos. Se agora nossos clientes utilizam snapchat, porque não mandar fotos das novidades por lá? Se utilizam whatsapp, por que não ter lá um canal para tirar dúvidas?

Feliz Páscoa a todos e uma ótima semana!

Dias de Baixa na Vida Empreendedora

otimismo-empreendedorismo-alexandra-oliver

Queridos leitores, bom dia! Hoje o assunto não é técnico, mas trata de um problema que todos temos como seres humanos: momentos ruins e descrentes. Pois é, falo aqui do típico dia em que acordamos achando que o negócio não vai alavancar e pensando as seguintes frases:

“Onde eu estava com a cabeça”. “Dá muito trabalho”, “Vou ficar sem dinheiro”, “Estou perdendo tempo, será que é isso mesmo que quero fazer da minha vida?” “Tenho contas para pagar”, etc.

O mais curioso em relação a esses dias é que tudo o que você pensou e iniciou correndo na hora daquela ideia mágica de negócio não faz mais sentido algum.

Resumindo: seu dia começa em uma completa porcaria.

Se você costuma sofrer desse mal em certos dias trago boas novas: você não é o único! E abaixo seguem as dicas de ouro para fazer esse sentimento pessimista e desmotivado passar em meia hora e te colocar novamente na batalha cheio de esperanças:

  • Se você está em um escritório, pegue uma caneca de café ou de sua bebida matinal preferida. Se está em casa, tire o pijama, troque por qualquer outra roupa, e prepare um bom café (ou sua bebida matinal preferida).
  • Pegue um caderno e tente escrever qual é a maior preocupação que está tomando sua cabeça no momento, tente identificá-la no meio do bolo. Escreva, leia e pense se isso tem a ver com a situação do país, com a falta de apoio de pessoas importantes, com a fatura do cartão que chegou ontem ou se é somente culpa do seu humor nesse dia.
  • Guarde o papel. Leia ao final do dia novamente e veja se foi uma preocupação passageira ou algo que precisa ser trabalhado prática ou psicologicamente.
  • Motive-se acessando esse link e esse link. Não são todos recentes, mas são maravilhosos e vão te ajudar a acreditar novamente.

Pode também assistir essa palestra da @melrobbins no TEDx San Francisco. Essa mulher é uma ótima coaching com super poderes motivacionais (em inglês).

Para fechar, lembre-se sempre: a maioria de nós não foi criada para o empreendedorismo, para ter a própria forma de sustento, ou para criar uma solução para a comunidade por vontade própria. A vida toda, o que ouvimos foi: estude, se forme, tenha um bom emprego e se aposente.

Isso quer dizer que não podemos contar com todos na hora de dar o passo maior na busca pela realização do próprio negócio, e alguns dias nem com nós mesmos, pois já pensamos que estamos fazendo algo “errado e incerto”, por não conter a segurança que fomos criados para cultivar.

Espero que eu tenha te ajudado a passar pelo momento de desmotivação empreendedora. Agora conte-nos da sua experiência! Como você segura os dias em que bate a falta de esperança em seu próprio negócio?

 @alexandraoliver

Resumo da Palestra: Como fazer a publicidade paga na internet funcionar para a pequena empresa

palestra-alexandra-ribeiro-midias-digitais-senac

Ontem dei uma palestra aberta no Senac Santa Catarina com o objetivo de desmistificar a publicidade paga na internet no mundo das pequenas empresas e profissionais autônomos.

Na última hora e meia o assunto começou a fazer barulho e os convidados fizeram perguntas interessantíssimas além de contarem também um pouco da sua experiência. Percebi que muitos ainda se sentem inseguros de investir seu dinheiro ou o dinheiro da empresa em que trabalham em campanhas online via ferramentas como Google AdWords, Facebook Ads, Buscapé e outros.

Resolvi então mencionar aqui alguns tópicos chave da palestra no Senac em relação à publicidade paga na internet pois, da mesma forma que ajudou muitos lá, pode ajudar alguns por aqui.

  • Falamos sobre investir o quanto quiser/puder.

No mundo da mídia digital, as grandes marcas precisam marcar seu território através de mídia de exposição em grandes portais e ambientes chave da internet. Elas tem verba para isso e seu público é extremamente abrangente. Sentem a necessidade de realizar esses investimentos pois, entre seus concorrentes, precisam estar no topo da memória de seu público. Aqui falamos de Vivo, Submarino, Santander entre outros.

No caso de empresas locais e profissionais liberais a coisa muda. Você não quer toda a internet. Às vezes, sua meta é atender 10 clientes ou fechar 15 vendas para que seu negócio bata a meta mensal. Para isso pode-se calcular o quanto investir em publicidade, sendo 100 ou 1000 reais por mês para que essa ação lhe ajude na estratégia maior, que traz resultados ainda melhores se combinada com ações em social media, conteúdo e relacionamento.

  • Google AdWords: falamos de pagar menos por clique utilizando SEO básico.

Não é somente comprar palavras chave. Esse mercado também está concorrido, mas tem espaço para todos que oferecem um bom conteúdo. Se as palavras compradas refletem sua página de destino, se seu site é rápido, navegável em celulares e tablets, tem URLS amigáveis, titles e descriptions que resumem o que o usuário irá encontrar em sua página, o Google vai enxergar isso e te dar prioridade no preço pago pelo clique do visitante. Porque para ele, o importante é entregar resultados relevantes à quem procura e é isso que faz com que o Google seja o buscador número 1 do mundo. Mais dicas sobre Google AdWords AQUI!

  • Falamos sobre não ver as campanhas fechando vendas via Google Analytics.

Produtos e serviços diversos demandam diferentes níveis de envolvimento do usuário com a compra. Campanhas pagas geralmente trazem usuários novos para nosso site, que desconhecem sua marca, e temos grandes chances de vê-lo sair sem concluir uma compra, pedir um orçamento ou marcar uma consulta (converter).

Todavia, se fornecemos uma boa primeira impressão ao usuário, ele pode sim começar a se envolver com nossa empresa para posteriormente, quando se sentir à vontade, converter. Chamamos isso de conquistar Leads, ou seja, fazer com que o visitante tome uma atitude na primeira visita que não demande grande compromisso de sua parte, como assinar uma newsletter. Isso é um sinal de interesse, um passo importante para que comecemos a construir relacionamento duradouro com novos potenciais clientes.

  • Falamos sobre a importância e a liberdade de testar.

Em nossa primeira tentativa com publicidade online, podemos não sentir o retorno daqueles R$100,00 investidos no mês passado. Mas as informações e métricas que coletamos da experiência nos dará um norte para as futuras campanhas. Ou seja, a verba não é perdida, mas sim, uma fonte valiosa de pesquisa sobre o comportamento de seu público alvo na internet.

  • Ao final, mostramos 2 cases de Google AdWords inspiradores e muito reais.

Assista aqui 2 exemplos de empresas, de ramos e perfil de público completamente diferentes que obtiveram sucesso combinando a ferramenta de publicidade à sua estratégia de negócios.

Beleza na web case adwords

 

 

Sabrimaq - Case Google Adwords

E você? Como anda a sua experiência com publicidade na internet? Acha que está no momento certo de investir? Tem receios, perguntas, dúvidas? Conte-nos sua experiência e tire suas dúvidas nos comentários. Ficarei feliz em respondê-las.

Um grande abraço uma ótima semana! Por @alexandraoliver .

 

O que podemos aprender com Susan Petersen sobre ter a própria empresa

freshly-picked-marca-sucesso-oliverstuff Me deparei esses últimos dias com algumas histórias de pessoas que não costumavam contar com a sorte profissionalmente mas um belo dia (e depois de bastante esforço) deram certo!

A história de sucesso da Freshly Picked

Me chamou a atenção o sucesso de uma mulher de Utah, Estados Unidos, Susan Petersen, que veio de uma família grande e sem recursos financeiros. Em 2005 estava recém casada, desempregada e… grávida! No meio do desespero, viu que uma amiga estava vendendo artigos artesanais online. A vida ensinou Susan a se virar, então aprendeu a costurar e fazer algumas cobertas para bebês, que vendia aos poucos na Etsy, uma loja pronta da internet onde você pode criar uma conta gratuitamente. Com social media e um blog, ela começou a trabalhar para que o seu site tivesse mais tráfego. Melhorou suas habilidades na costura e foi para o couro, especializando-se em mocassins para bebês. BOOM! Não da noite para o dia, mas depois de investir tempo, esforço e algum dinheiro, nasceu sua marca: Freshly Picked. E ela não parou mais de crescer!

Conclusões sobre a vida empreendedora

O maior medo que o empreendedor precisa vencer é o de ficar sem dinheiro. Tem dias de desânimo, dias de empenho, dias de acreditar e dias de desacreditar. Realmente quando resolvemos abraçar um negócio próprio, qualquer que seja, precisamos baixar nosso impulso de compra, viver com simplicidade e investir em nosso negócio. Com dinheiro pode ser mais rápido, mas a necessidade também faz a oportunidade e se não podemos bancar, trabalhamos dobrado para conseguir sucesso de forma orgânica. 

A empresa Freshly Picked hoje

freshly-pickled-loja-online

freshly-pickled-produto-loja-online

Mocassim: produto chave da marca

Depois de coletar metal para vender e assim comprar seus pedaços de couro, Susan Petersen tem uma empresa que cresceu para $5.4 milhões em vendas. Conta com uma equipe de 12 pessoas, vende para celebridades e aparece nas capas de revista. Tomara que vocês tenham se inspirado com esse case assim como eu. Temos mania de ter ideias brilhantes, começar a trabalhar nelas e então parar. Nosso site pode não ter acessos por um mês inteiro, mas acredite em mim quando eu digo: continue alimentando, compartilhando, estudando e procurando as pessoas certas para seu produto. Se conseguimos te inspirar a correr atrás de seus sonhos e dar uma chance ao empreendedorismo, compartilhe e comente abaixo! Até a próxina e boas ideias!

Foco na Pequena Empresa

We’re back!
Depois de um bom tempo de pausa para estudos, especialização e pesquisas, o blog está de volta e com novo foco.
 blog-oliverstuff-marketing-digital-PME

MARKETING DIGITAL PARA PEQUENAS EMPRESAS E PROFISSIONAIS AUTÔNOMOS.

Sempre falamos muito aqui de campanhas estratosféricas e maravilhosas feitas com milhares de dólares em todos os tipo de plataformas e tudo mais, porém essa é uma realidade das grandes agências e grandes clientes.

Porque focar?

Isso já é bem relacionado com meu lado pessoal e ponto de vista. Às vezes o mundo corporativo pode ser um pouco desgastante e artificial. Você é bom no que faz porém não está satisfeito com a CAUSA e, no meu caso, gosto de estar sempre atualizada e ajudando meus clientes nesse mundo, porém, falta aquele sentimento de satisfação real e pessoal, de estar fazendo algo para o outro, para as pessoas ao meu redor. E aí é que se enxerga a magia de trabalhar com as pequenas empresas e com aquelas que muitas vezes são de uma pessoa só.
Na parte do marketing digital, vou postando sobre os mais diversos assuntos, desde artigos sobre presença online, passando por redes sociais, atendimento ao consumidor, análise de dados/visitas até mídia. Mas também é interessante sairmos do técnico e entrarmos um pouco no dia a dia, com as preocupações, costumes e ideias que todos nessa área tem em comum.
Espero que acompanhem, participem, critiquem para melhorarmos cada dia mais!
Um grande abraço,
Alexandra Oliver

Trabalhando e aproveitando a vida ao mesmo tempo

trabalhar-em-casa

Viajar, morar em um lugar a cada 6 meses, passar os dias trabalhando com os filhos no colo, acordar e dormir quando melhor lhe convém, não enfrentar filas e nem horário de pico. Essas são as maravilhas de trabalhar conectado, sem realmente PRECISAR estar em qualquer local físico.

Para nós que trabalhamos via internet, o conceito de um estilo de vida “sem horários” já é uma realidade. Porém muitos ainda não entendem como isso é possível.

O ilifestyle, projeto de Bruno Novaes, ajuda a entender melhor esse conceito, aliviando o medo de quem quer trilhar os caminhos do empreendedorismo individual e tirando o preconceito dos olhos daqueles que ainda acham que quem trabalha em casa é vagabundo.

Vale assistir! Deixe seu comentário e sua opinião sobre esse estilo de vida que já é realidade para muitos de nós!

Investimento é necessário e fará você ganhar tudo de volta

CIO US Government - Facebook

CIO US Government – Facebook

Empresas do Varejo: vocês estão mais atrasadas que os funcionários públicos americanos. Digo isso pois é hora de parar com o chororô e com a estorinha de que você, empresário não tem ideias de como fazer o negócio andar, de como ser mais interessante, de comprar mais mídia ou de comprar 4 posts de facebook por dia ao invés de 5.

O fato: ninguém mandou deixar a divulgação em segundo plano, nem o investimento em publicidade fora do plano de negócios da empresa em primeiro lugar. Quando a grana ficou curta, garanto também que o primeiro corte foi o outdoor ou a gestão do Twitter no melhor estilo “fazemos por aqui mesmo” ao invés de trocar a conta de telefone fixo por uma de skype, que é bem mais barata.

Agora você quer contratar uma agência para tirar seu pé do mangue.

A Situação clássica é: quero o mundo mas não tenho a grana e vocês, agência, precisam fazer, pois eu sou o cliente.

Esqueça. Temos contas, cursos, especializações, baldes de café e pizzas para pagar. Além de cérebros para alimentarmos criativamente. Então peço que não façam com as agências o que poderia ser descrito como” entrar na H.Stern e pedir diamantes por R$1,99″. Por quê?  PORQUE ELES NÃO TEM DIAMANTES DE 1,99! É A H.STERN E NÃO A H-ESTÉR!

Faça suas contas, a agência quer ajudar, a agência quer construir grandes cases e o sucesso de uma agência é o sucesso do cliente dessa agência! Mas não. Não trabalhamos de graça, assim como você também não faz, assim como NINGUÉM deveria fazer. Faça um planejamento, conte suas moedinhas, vá até a agência e fale: tenho i$$o. O que posso fazer para conseguir coisa x? A gente pensa para você.

@alexandraoliver

GOOGLE É ELEITA PELA VOCÊ S/A A MELHOR EMPRESA DO ANO PARA SE TRABALHAR

Cerimônia realizada nessa segunda-feira (09/09) em São Paulo também premiou a Eletronorte como a melhor instituição pública para se trabalhar

Google-melhor-empresa-para-trabalhar-alexandraoliver

O Google Brasil é a melhor empresa para se trabalhar de 2013. O anúncio ocorreu na noite dessa segunda-feira, 09/09, em São Paulo, durante cerimônia que revelou os principais destaques do Guia VOCÊ S/A — As Melhores Empresas Para Você Trabalhar. Trata-se do maior levantamento sobre clima organizacional do mundo, realizado pela revista VOCÊ S/A, em parceria com a Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (FIA/USP).

De forma inédita, a VOCÊ S/A preparou uma avaliação qualitativa sobre o clima organizacional no setor público. As cinco instituições que mereceram destaque na premiação foram Banco Central, Banco do Brasil, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais — COPASA, o Tribunal de Contas da União — TCU e a Eletronorte, empresa esta eleita a melhor instituição pública para se trabalhar.

Também subiram ao palco aquelas que se destacaram em 17 setores da economia, além das melhores em 9 categorias (Carreira, Cidadania, Desenvolvimento, Desafio RH, Estratégia e Gestão, Liderança, Novata, Remuneração e Saúde).

LINK PARA BAIXAR FOTOS DA PREMIAÇÃO:

http://galeria.rlcpress.com.br/main.php?g2_itemId=20890

GOOGLE – UM ESTILO DE VIDA

O Google conquistou a maior pontuação no Índice de Felicidade no Trabalho (IFT), média ponderada entre os benefícios oferecidos e a imagem da empresa construída pelos próprios funcionários. “Muitos empregados dizem que o Google não é um emprego. É um estilo de vida”, afirma Fábio Coelho, presidente da empresa.

A gestão de pessoas é pensada de modo a unificar o grupo e valorizar as pessoas – do estagiário ao presidente, todos recebem o mesmo plano de saúde. A empresa investe no contínuo aperfeiçoamento profissional do seu quadro: prova disso é a cota anual de 16 mil reais a que cada funcionário tem direito para estudar. Com a diferença de que, no Google, 20% desse valor pode ser destinado a qualquer área de interesse, independente da função que ele exerce na empresa. Vagas internacionais são disponibilizadas na intranet, facilitando a mobilidade interna da empresa e ampliando as perspectivas em todas as hierarquias.
google 3

“Queremos atrair e manter talentos pelos valores de uma sociedade moderna”, diz Fábio. “Trabalhamos para estender o acesso necessário à consolidação de uma sociedade democrática. Uma sociedade conectada passa pela responsabilidade de cada um de buscar e dividir seus sonhos.”
google-office-sao-paulo-oliverstuff-alexandra-oliver

ENGAJAMENTO PELA CIDADANIA

A vencedora do setor público nessa edição do Guia VOCÊ S/A – As Melhores Empresas Para Você Trabalhar 2013 é a superintendência de geração hidráulica da Eletronorte, subsidiária da Eletrobras para a região Amazônica. Nela há um procedimento inovador para a renovação dos cargos de gestão, calcado na avaliação de desempenho anual dos funcionários. Assim como a avaliação de performance de líderes, esta prática fortalece os princípios da meritocracia em detrimento do uso político da empresa.

“Nosso ponto de virada foi a década de 2000, com o início do projeto de privatização e a criação de uma agência para a regulamentação do setor, a Aneel, que conscientizou o consumidor sobre seus direitos”, explica Antônio Pardauil, superintendente da Eletronorte.

“Nós introduzimos a avaliação dos clientes para nortear o planejamento de melhorias. Formou-se uma nova mentalidade na liderança da empresa, ligada à missão de trazer de volta à sociedade os recursos por ela empregados na construção de usinas e linhas de transmissão.”
escritorio-google-sao-paulo-alexandra-oliver

— Confira a relação completa das Melhores Empresas Para Você Trabalhar 2013 por setor:

 

Atacado: Grupo Sinagro

Autoindústria: Volvo do Brasil

Bancos e Serviços Financeiros: Embracon

Bens de Consumo: Moinho Globo Alimentos

Construção: Pormade Portas

Cooperativa: Unimed São José do Rio Preto

Eletroeletrônico: Elektro

Farmacêutico: Ourofino

Indústria Diversa: Embraco

Mineração: Sama

Papel e Celulose: International Paper

Químico e Petroquímico: Cristal Pigmentos do Brasil

Serviços: Grupo Algar

Serviços de Saúde: Laboratório Sabin

Siderurgia e Metalurgia: ATA Indústria Mecânica

Tecnologia e Computação: Google

Varejo: Gazin

— Confira a relação completa das vencedoras de OITO CATEGORIAS DE GESTÃO DE PESSOAS:

Carreira: Embraer

Cidadania: Randon

Desenvolvimento: Accenture

Desafio RH: Laboratório Sabin

Estratégia e Gestão: Coelce

Liderança: Gerdau

Novata: Grupo Sinagro

Remuneração: Volvo do Brasil

Saúde: Telefônica Vivo

 

SOBRE O LEVANTAMENTO

Trata-se do único levantamento desse tipo, em todo o mundo, com apuração de informações dessa magnitude, elaborado pela VOCÊ S/A em parceria com a Fundação Instituto de Administração (FIA). No total, 481 empresas se inscreveram, das quais 234 se pré-classificaram e receberam visitas técnicas da equipe de jornalistas da VOCÊ S/A. As empresas são aferidas pelo Índice de Felicidade no Trabalho (IFT), calculado a partir de outros dois indicadores: o IQAT (Índice de Qualidade do Ambiente de Trabalho), correspondente a 70% do IFT e formado por resultados relativos à visão do empregado sobre a empresa, nos moldes de uma pesquisa de clima organizacional; e o IQGP (Índice de Qualidade da Gestão de Pessoas), responsável por 30% do valor do IFT e que avalia, por meio da análise de material quantitativo e qualitativo e visita dos jornalistas, o que a empresa oferece aos seus empregados.

Dados inéditos coletados junto às instituições públicas põem por terra a premissa de que a estabilidade do cargo é o principal motivador do empregado deste setor: apenas para 9,7% dos entrevistados essa característica faz de uma instituição pública um excelente lugar para trabalhar; a maioria (39%) citou como fator preponderante a satisfação e motivação com o trabalho. Outro dado mostra como este setor é ainda mais exigente que a iniciativa privada quanto à qualificação profissional: 37,8% de seus empregados têm pós graduação, contra 10% dos entrevistados empregados no setor privado.

O Guia VOCÊ S/A – As Melhores Empresas para Você Trabalhar chega quinta-feira (12/09) às bancas.